Lidando com o Estresse de Final de Ano: a importância das técnicas de relaxamento

Para muitos  a época de Final de Ano é sinônimo de alegria, reencontro familiar e muita comilança. Isso tudo pode gerar estresse. Mas, nos indivíduos com limitações físicas, em tratamento ou acamados, a exemplo daqueles com câncer e seus familiares, um estresse adicional pode ser causado pela dificuldade ou impossibilidade de participarem das atividades sociais dessa época do ano, ou mesmo por se sentirem sozinhos, isolados e esquecidos. Inclusive, esse estresse pode tornar alguns sintomas do tratamento do câncer mais intensos, incluindo náusea, vômitos, fadiga e depressão.

A boa notícia é que há várias maneiras de se lidar com esse estresse ou mesmo evitá-lo. Pode ser uma consulta ao seu psicólogo ou terapeuta, aliada ou não há algumas práticas que comprovadamente reduzem o estresse:

  1. Pratique a auto-observação: observe suas reações a acontecimentos em sua vida ou externos. Ao sentir que aumentou sua irritação, fadiga, dor, frequência cardíaca ou insônia, caso possível, tente evitar os acontecimentos que causaram isso ou delegue algumas atividades para amigos e parentes. Esteja sempre atento à forma em que você reage ao que acontece externamente.
  2. Gerencie o estresse: Caso o estresse seja inevitável, tente gerenciar como você reage a ele. Respire fundo em um local tranquilo e isolado e pratique técnicas de relaxamento, a exemplo da Meditação, Yoga, Pranayama, etc. Se dê momentos de tranquilidade e se distancie dos problemas. tente visualizá-los de longe. Assim, você sai do olho do furação e se sente mais seguro para seguir seu caminho e tomar decisões. O ideal é que como um navio, você mantenha seu prumo e equilíbrio mesmo diante da tempestade.
  3. Auxilie o Próximo: está comprovado que pessoas que se voluntariam e ajudam os outros são mais felizes e se sentem mais úteis. Em qualquer época do ano ou condição de saúde, você pode ajudar muita gente, seja presencialmente ou por meio de doações a organizações filantrópicas idôneas.
  4. Procure Ajuda: Se você sentir que não consegue lidar sozinho com esse estresse, converse com seu psicólogo ou terapeuta, ou com algum amigo ou familiar de confiança.

Cuide-se e seja Feliz!